Olho Seco

Fotofobia, baixa acuidade visual, sensação de ardência, coceira, queimação e dor ocular. Reconhece esse sintomas? Você pode ter Olho Seco. O que é o Olho Seco? O Olho Seco é o ressecamento das vias lacrimais, e pode ser causado por disfunções hormonais, pelo uso constante de celular, e até de remédios para vista. É muito importante realizar o controle oftalmológico anualmente para avaliar a superfície ocular e ajudar a prevenir, diagnosticar e tratar o problema. O DryEye conta com equipe especializada e tecnologia de ponta para o diagnóstico e tratamento do Olho Seco. São diversos equipamentos que auxiliam no processo de avaliação da doença, como o Tear Leab Osmolarity, que analisa sua osmolaridade lacrimal, o aparelho 5M, que analisa todo o seu filme lacrimal e a meibomiografia, que realiza um “raio-x” das glândulas de Meibomius,  responsáveis pela produção de componentes importantes da lágrima. Com o Olho Seco propriamente diagnosticado, o tratamento é feito também pelo uso de lágrimas artificiais, higienização palpebral e a ingestão de ômega 3.  Além disso, é utilizado um equipamento de última geração, o Blephex, que faz uma esfoliação da borda palpebral e a luz pulsada (IPL). Marque uma consulta e veja se você pode se beneficiar com este tratamento. Ligue (31) 3284-6500  


Catarata à Laser

A cirurgia de catarata é realizada através da técnica de facoemulsificação. Durante o procedimento, o cristalino é removido e uma lente artificial é implantada. O procedimento é realizado sob anestesia local e uma sedação leve, quando necessária. O objetivo da cirurgia é remover o cristalino opacificado e, se possível, corrigir o grau do paciente, proporcionando a ele a possibilidade de eliminar ou minimizar o uso dos óculos.

Atualmente, são combinadas várias tecnologias para se obter o melhor resultado visual possível em uma cirurgia de catarata:

- avaliação pré operatória completa;

- biometria óptica (IOL master): determina o grau da lente intraocular com a maior precisão possível;

- laser femtosegundo: a cirurgia de catarata moderna conta com o laser para realizar a incisão na córnea, a abertura da cápsula do cristalino (capsulorrexis) e a fragmentação do núcleo de maneira precisa e segura;

- aparelho de facoemulsificação: utilizando ondas de ultrassom, o cristalino é fragmentado e aspirado com segurança;

- Lente intraocular: escolhida de acordo com as atividades e características de cada paciente para obter a maior satisfação possível.

 

Exames pré-operatórios:

- Topografia corneana;

- Ecobiometria ou biometria óptica;

- Microscopia especular;

- Mapeamento de retina;

- Ecografia, em casos selecionados.

- PAM, em casos selecionados.

 

Escolha da lente intraocular

O cristalino, lente natural do olho, é o maior responsável por focar os raios de luz sobre a retina, para formar as imagens. Ao retirá-lo, na cirurgia de catarata, devemos substituí-lo por uma lente artificial. As lentes intraoculares podem ser também utilizadas para corrigir erros refrativos existentes como a miopia, hipermetropia e a presbiopia e potencialmente livrar o paciente dos óculos.

As lentes mais utilizadas atualmente são de acrílico, material que não causa reação inflamatória nem reage aos tecidos oculares. Além disso, são preferencialmente dobráveis e capazes de passar por uma microincisão de 2.2mm na córnea, evitando o desenvolvimento de astigmatismo no pós operatório.

As lentes convencionais corrigem a miopia, hipermetropia e astigmatismos baixos. Após o procedimento é frequente que o paciente precise de óculos apenas para ler. Se o satigmatismo for mais alto, acima de 1,00 grau, podem ser necessários óculos multifocais.

Existem lentes intraoculares de tecnologia mais avançada, que têm o objetivo melhorar a qualidade da visão e eliminar os óculos após a cirurgia de catarata. São elas:

- Lentes asféricas: as lentes convencionais são esféricas, têm curvaturas uniformes. As lentes asféricas têm a periferia mais plana, semelhantes à anatomia da córnea. Elas foram desenvolvidas para obter uma melhora qualidade de visão, reduzir a ocorrência de aberrações visuais e o glare (halos coloridos em torno das luzes).

- Lentes com filtros: algumas lentes intraoculares possuem filtros que bloqueiam a luz UV e a luz azul, protegendo os olhos;

- Lentes tóricas: corrigem o astigmatismo acima de 1 grau;

- Lentes multifocais e tóricas multifocais: corrigem a hipermetropia, miopia, astigmatismo e a presbiopia, com o objetivo de eliminar os óculos após a cirurgia.

 

Como se preparar para o procedimento?

- Iniciar o uso dos colírios indicados pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- lavar os cabelos antes de sair para a cirurgia;

- chegar à clínica uma hora e meia antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- a pupila é dilatada;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação, quando necessária, e a anestesia local para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- O olho operado é ocluído após a cirurgia e o paciente é instruído sobre o horário de retirar o curativo e iniciar os colírios prescritos;

- a concha plástica protetora deve ser utilizada o tempo todo durante 3 dias e depois apenas para dormir por mais 3 dias;

- não esfregar o olho operado;

- dieta livre;

- repouso relativo;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Cirurgia refrativa à laser

As cirurgias refrativas são utilizadas para corrigir os erros refracionais (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia). Existem vários procedimentos para esse fim, porém as mais realizadas no mundo são as cirurgias com o excimer laser: LASIK e PRK.

- LASIK: nessa técnica o cirurgião faz um corte transversal na córnea, com uma lâmina ou com o laser femtosegundo, criando um flap. Levanta-se o flap e o excimer laser é aplicado, seguindo os parâmetros programados no aparelho. O olho é irrigado e o flap reposicionado, finalizando a cirurgia.

- PRK: nessa técnica não é feito um flap. Apenas o epitélio da córnea é removido e o laser aplicado diretamente. Coloca-se uma lente de contato para maior conforto e proteção no pós operatório.

Podem ser submetidas à cirurgia refrativa pessoas acima de 21 anos, com o grau estável e exames complementares normais.

 

Exames pré-operatórios:

- paquimetria;

- topografia de córnea;

- tomografia de segmentoanterior (pentacam). 

Como se preparar para o procedimento?

- remover a lente de contato rígida ou gelatinosa 5 dias antes da cirurgia;

- iniciar o uso do colírio indicado pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, não é necessário jejum;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

 

Como é feito o procedimento?

- Na unidade do laser o preparo é iniciado com a instilação de alguns colírios anestésicos;

- é colocado um pequeno aparelho para manter aberto o olho a ser operado;

- no LASIK, é utilizado um dispositivo chamado microcerátomo para fazer o flap na córnea;

- no PRK apenas o epitéio da córnea é removido, sem confecção do flap;

- O paciente deve fixar um ponto de luz verde durante todo o procedimento, que dura em torno de cinco segundos a um minuto.

- no PRK uma lente de contato gelatinosa é colocada no olho operado.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- permanecer com a lente de contato durante 5 dias (PRK);

- usar os colírios conforme a receita médica;

- não esfregar o olho operado;

- repouso relativo;

- usar óculos escuros ao sair de casa.

- evitar esportes por uma semana;

- evitar piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Glaucoma

A cirurgia de glaucoma tem o objetivo de reduzir a pressão ocular e preservar o nervo óptico. Existem basicamente três tipos de procedimentos:

Trabeculectomia, Tubos de drenagem e Cirurgia de glaucoma minimamente invasiva

 Trabeculectomia: é a cirurgia convencional de glaucoma em que é criada uma via alternativa para drenagem do humor aquoso para fora do olho, reduzindo a pressão ocular. É eficaz em 80 a 90% dos casos, porém pode apresentar complicações.

- Tubos de drenagem: indicados em casos mais avançados em que a trabeculectomia não conseguiu controlar a pressão ocular e a doença continua progredindo. O tubo mais utilizado é o de Ahmed;

- Cirurgia de glaucoma minimamente invasiva: consiste no implante de pequenos dispositivos de drenagem no trabeculado. A cirurgia é rápida, segura e a recuperação do paciente é rápida. Os implantes disponíveis atualmente são: iStent® (Glaukos), Cypass® (Alcon) e Xen® (Allergan). Além desses, existe um procedimento minimamente invasivo que utiliza uma lâmina (Kahook dual blade®) para abrir a parede do trabeculado e melhorar a drenagem do humor aquoso.

 

Como se preparar para o procedimento?

- Iniciar o uso dos colírios indicados pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- lavar os cabelos antes de sair para a cirurgia;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação, quando necessária, e a anestesia local para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 40 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- O olho operado é ocluído após a cirurgia e o paciente é instruído sobre o horário de retirar o curativo e iniciar os colírios prescritos;

- a concha plástica protetora deve ser utilizada o tempo todo durante 3 dias e depois apenas para dormir por mais 3 dias;

- não esfregar o olho operado;

- dieta livre;

- repouso relativo;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Retina

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin metus lectus, tempus in euismod eleifend, ullamcorper sed leo. Duis lorem leo, tristique ac justo quis, fermentum elementum lacus. In consequat euismod neque a faucibus. Praesent sollicitudin purus vitae fermentum sollicitudin. Ut nec leo vitae magna euismod aliquam et quis arcu. Integer ipsum velit, iaculis id sem ac, suscipit lacinia mi. Suspendisse dui leo, varius sit amet fermentum sit amet, tristique sit amet nunc. Proin pretium nisl vitae malesuada hendrerit. Morbi fermentum leo at lorem feugiat, eu pretium massa ullamcorper. Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Aenean tempus, elit vel hendrerit pellentesque, metus mi maximus tortor, id pellentesque tortor mi sed enim. Fusce mattis purus eu eros volutpat imperdiet. Cras et quam egestas, elementum ex et, sollicitudin mauris. Aenean et massa nec nibh aliquam dapibus. Donec non ornare orci, non condimentum libero.

Vestibulum aliquet, velit consequat porttitor malesuada, ante mi vestibulum arcu, eu cursus neque ligula vel nisi. Ut gravida vulputate metus, ac auctor urna dictum in. Etiam odio tortor, aliquam sit amet lacus sed, cursus condimentum neque. Fusce non magna augue. Aenean massa augue, egestas laoreet magna non, porttitor elementum nisl. Sed risus dui, imperdiet at neque eget, suscipit elementum lorem. Integer ultricies tellus lectus, vel malesuada ligula pellentesque sagittis. Sed in commodo nisi. Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Quisque in velit in turpis scelerisque iaculis. Nam ut metus sed est tempor eleifend vel in lacus. Duis eu dictum sem. Duis hendrerit feugiat nunc sit amet faucibus.

Nulla consequat turpis ligula, et tincidunt risus maximus a. Pellentesque quis auctor risus. Quisque eget pulvinar turpis. Sed eget imperdiet velit. Praesent suscipit ultrices libero, at fringilla magna pharetra ultrices. Phasellus nibh sem, ultrices a velit ut, congue mollis ex. Curabitur vel est finibus, consectetur erat sit amet, egestas ex. Phasellus ut nisi malesuada, porttitor nibh a, feugiat nunc. Nullam malesuada lorem in condimentum commodo.


Yag laser

Indicação do procedimento

- opacificação da cápsula posterior do cristalino após cirurgia de catarata.

 

Como se preparar para o procedimento

Não é necessário preparo especial para o exame.

 

Como é feito o procedimento?

- Os olhos são preparados com gotas de colírio anestésico;

- o paciente é posicionado no aparelho e o laser é aplicado;

- o procedimento dura de 10 a 20 minutos.

 

O que esperar após o procedimento?

Após o laser o paciente pode sentir um leve desconforto e embaçamento da visão. Utilize os colírios prescritos pelo especialista.

 


Implante de anel corneano

O implante de anel é indicado nos pacientes portadores de ceratocone que não têm boa visão com óculos e não toleram as lentes de contato. Além disso pode ser usado em casos de astigmatismo irregular, ectasias pós operatórias e degeneração pelúcida.

 

Exames pré-operatórios:

- paquimetria;

- topografia de córnea;

- tomografia de segmentoanterior (pentacam).

 

Como se preparar para o procedimento?

- remover a lente de contato rígida ou gelatinosa 2 dias antes da cirurgia;

- iniciar o uso do colírio indicado pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, não é necessário jejum;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

 

Como é feito o procedimento?

- No bloco cirúrgico o preparo é iniciado com a instilação de alguns colírios anestésicos;

- é colocado um pequeno aparelho para manter aberto o olho a ser operado;

- com o laser femtosegundo é confeccionado um túnel dentro da córnea;

- o (s) segmento (s) do anel é (são) implantado (s);

- O olho é protegido por uma concha plástica.

Quais os cuidados após o procedimento?

- usar os colírios conforme a receita médica;

- não esfregar o olho operado;

- usar óculos escuros ao sair de casa.

- evitar esportes por uma semana;

- evitar piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Fotocoagulação à laser da retina (laser argônio)

Algumas indicações

- retinopatia diabética;

- oclusões vasculares da retina;

- degenerações da retina;

- descolamento de retina;

- tumores.

 

Como se preparar para o procedimento

- É aconselhável a presença de uma companhante adulto;

- traga óculos escuros para usar após o procedimento.

 

Como é feito o procedimento?

- As pupilas são dilatadas e os olhos preparados com gotas de colírio anestésico;

- o paciente é posicionado no aparelho e o laser aplicado;

- o procedimento dura de 10 a 20 minutos.

 

O que esperar após o procedimento?

Após o laser o paciente pode sentir um desconforto leve e embaçamento da visão durante algumas horas. Utilize os colírios prescritos e siga as recomendações do seu médico em relação ao repouso.

 


Injeção intraocular de antiangiogênico

Os medicamentos aprovados no Brasil são:

- Bevacizumabe (Avastim®);

- Ranibizumabe (Lucentis®);

- Aflibercept (Eylea®).

 

Indicações de antiangiogênicos

- Degeneração macular relacionada à idade (tipo úmido);

- retinopatia diabética com edema macular;

- oclusões vasculares da retina.

 

Como se preparar para o procedimento?

-Não é necessário jejum;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto.

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- a pupila é dilatada;

- colírios anestésicos são instilados;

- o procedimento dura em torno de 30 minutos e é indolor.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- usar os colírios conforme a receita médica;

- repouso relativo;

- dieta livre;

- evitar esportes durante uma semana.

 


Transplante de córnea

- Penetrante: toda a espessura da córnea é substituída pela doadora.

- Lamelar: nessa técnica apenas as camadas anteriores da córnea são substituídas, mantendo-se o endotélio e a membrana de Descemet, se estes são saudáveis. Dessa forma, a chance de rejeição da córnea doadora é menor.

 

Indicações do procedimento

- ceratocone;

- leucoma (opacidade total da córnea);

- córnea guttata não responsiva ao tratamento clínico;

- traumas perfurantes;

- cicatrizes centrais na córnea;

 

Como se preparar para o procedimento?

- Iniciar o uso dos colírios indicados pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- lavar os cabelos antes de sair para a cirurgia;

- chegar à clínica uma hora e meia antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação, quando necessária, e a anestesia local para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 60 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- O olho operado é ocluído após a cirurgia e o paciente é instruído sobre o horário de retirar o curativo e iniciar os colírios prescritos;

- a concha plástica protetora deve ser utilizada o tempo todo durante 3 dias e depois apenas para dormir por mais 3 dias;

- não esfregar o olho operado;

- repouso relativo;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Crosslinking

O crosslinking é um dos procedimentos utilizado para tratamento do ceratocone. A técnica utiliza um colírio de riboflavina e aplicação de luz ultravioleta (UVA) para fortalecer o colágeno e aumentar a rigidez da córnea, tornando-a mais resistente. O tratamento retarda a progressão da doença na maioria dos casos.

Está indicado para pacientes com ceratocone leve a moderado e outras ectasias da córnea, como a degeneração marginal pelúcida.

 

Exames pré-operatórios:

- paquimetria;

- topografia de córnea;

- tomografia de segmentoanterior (pentacam).

 

Como se preparar para o procedimento?

- remover a lente de contato rígida ou gelatinosa 2 dias antes da cirurgia;

- iniciar o uso do colírio indicado pelo seu médico 48 horas antes da cirurgia (colírios novos e lacrados);

-no dia da cirurgia, não é necessário jejum;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

 

Como é feito o procedimento?

- No bloco cirúrgico o preparo é iniciado com a instilação de alguns colírios anestésicos;

- é colocado um pequeno aparelho para manter aberto o olho a ser operado;

- o epitélio da córnea é removido;

- o colírio de riboflavina é instilado durante 30 minutos;

- a luz UVA é aplicada durante 30 minutos;

- coloca-se uma lente de contato terapêutica;

- O olho é protegido por uma concha plástica.

Quais os cuidados após o procedimento?

- usar os colírios conforme a receita médica;

- não esfregar o olho operado;

- usar óculos escuros ao sair de casa.

- evitar esportes por uma semana;

- evitar piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar dirigir até ter segurança da sua visão.

 


Cirurgia de pterígio

Como se preparar para o procedimento?

-No dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação e a anestesia local, para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- manter o curativo até o dia seguinte à cirurgia;

- usar os colírios conforme a receita;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar exposição ao sol por, pelo menos, 30 dias.

 


Cirurgia de estrabismo

Como se preparar para o procedimento?

-No dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a anestesia, para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 60 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- usar os colírios conforme a receita médica;

- repouso relativo;

- dieta livre;

- evitar esportes durante duas semanas;

 


Cirurgia plástica das pálpebras

A cirurgia é realizada sob anestesia local e sedação leve, sempre acompanhada por um anestesista. O pós-operatório é tranqüilo e raramente ocorre dor. A aplicação de compressas geladas nos primeiros dias reduz o inchaço e a formação de hematomas. Os pontos são retirados entre 5 e 7 dias após o procedimento, quando a aparência já é bastante satisfatória e o paciente já pode voltar às suas atividades normais.

 

Indicações do procedimento

- excesso de pele nas pálpebras (dermatocálase);

- excesso de bolsas palpebrais.

 

Como se preparar para o procedimento?

-No dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- lavar os cabelos antes de sair para a cirurgia;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação e a anestesia local, para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 60 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- devem ser aplicadas compressas geladas a cada duas horas nos três primeiros dias (exceto durante a noite);

- dieta livre;

- repouso com a cabeceira elevada;

- não molhar as pálpebras durante os três primeiros dias;

- após o quarto dia, lavar o local com água morna ou fria;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- usar óculos escuros ao sair de casa;

- evitar exposição ao sol por, pelo menos, 30 dias.

- após o décimo dia usar filtro solar em todo o rosto, inclusive nas cicatrizes.

 


Cirurgia das vias lacrimais (dacriocistorrinostomia)

Como se preparar para o procedimento?

-No dia da cirurgia, fazer um jejum de 6 horas de sólidos e 4 horas de líquidos;

- na manhã da cirurgia, tomar todos os medicamentos de rotina, exceto se forem suspensos pelo seu médico;

- chegar à clínica uma hora antes do procedimento, para que sejam iniciados os preparos para a cirurgia;

- é obrigatória a presença de um acompanhante adulto;

- trazer os exames e relatório de risco cirúrgico, se solicitados;

- trazer o termo de consentimento entregue pelo médico;

 

Como é feito o procedimento?

- O paciente chega ao bloco cirúrgico e é preparado pelas enfermeiras assistentes;

- um acesso venoso é estabelecido;

- dentro da sala de cirurgia, o anestesista faz a sedação e a anestesia local, para que a cirurgia possa começar;

- o procedimento dura em torno de 30 a 60 minutos.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

- devem ser aplicadas compressas geladas a cada duas horas nos três primeiros dias (exceto durante a noite);

- repouso com a cabeceira elevada;

- dieta livre;

- evitar esportes, piscina e sauna durante duas semanas;

- evitar exposição ao sol por, pelo menos, 30 dias.

 


Iridotomia a laser

A iritotomia é indicada em paciente que têm risco aumentado de oclusão do ângulo da câmara anterior e glaucoma agudo. Os olhos desses pacientes apresentam características específicas em sua anatomia:

- câmara anterior rasa, com a distância reduzida entre a córnea e a íris;

- ângulo da câmara anterior estreito;

 Nesses pacientes, apenas a dilatação da pupila pode desencadear a obstrução do ângulo da câmara anterior pela íris e impedir a drenagem do humor aquoso, elevando a pressão ocular. A iridotomia cria uma abertura a mais para a circulação do humor aquoso prevenindo o glaucoma agudo.

 

Algumas indicações

- retinopatia diabética;

- oclusões vasculares da retina;

- degenerações da retina;

- descolamento de retina;

- tumores.

 

Como se preparar para o procedimento

- É aconselhável a presença de uma companhante adulto;

- traga óculos escuros para usar após o procedimento.

 

Como é feito o procedimento?

- As pupilas são dilatadas e os olhos preparados com gotas de colírio anestésico;

- o paciente é posicionado no aparelho e o laser aplicado;

- o procedimento dura de 10 a 20 minutos.

 

O que esperar após o procedimento?

Após o laser o paciente pode sentir um desconforto leve e embaçamento da visão durante algumas horas. Utilize os colírios prescritos e siga as recomendações do seu médico em relação ao repouso.


Trabeculoplastia a laser

Existem dois tipos de trabeculoplastia à laser:

- convencional: utiliza o laser argônio e tem melhor resultados em trabeculados pigmentados.

- seletiva: utiliza o Yag laser e consegue fazer uma limpeza seletiva do trabeculado, melhorando a drenagem do humor aquoso.

 

Indicação do procedimento

- glaucoma de ângulo aberto;

- glaucoma pigmentário;

- glaucoma exfoliativo.

 

Como se preparar para o procedimento:

Não é necessário preparo especial para o exame.

 

Como é feito o procedimento?

- Os olhos são preparados com gotas de colírio anestésico;

- o paciente é posicionado no aparelho, é colocada uma lente especial no olho e o laser é aplicado;

- o procedimento dura de 10 a 20 minutos.

 

O que esperar após o procedimento?

Após o laser o paciente pode sentir um leve desconforto e embaçamento da visão. Utilize os colírios prescritos pelo especialista.